Resenha | The Hurt Locker (Guerra ao Terror)

The Hurt Locker – Guerra ao Terror é o nome do novo filme da diretora Kathryn Bigelow (Caçadores de Emoção).
O nome do filme vem de um poema homônimo de 2005 escrito por Brian Turner um veterano da guerra do Iraque. Conta a história da equipe de especialistas em desarmamento de bombas da Companhia Bravo e a chegada do novo sargento líder, que com sua atitude de indiferença a morte, desestabiliza as emoções já conturbadas de seus companheiros; o sargento Sanborn e o soldado especialista Eldrigde.
Katryin assume um roteiro tenso de Mark Boal para criar um filme que não toma partido de certo e errado, ou aponta vilões. A condição humana durante a batalha está descrita nos três personagens principais: Calma e profissionalismo (Sanborn), nervosismo e medo (Eldrigde) e loucura e adrenalina (James).
Guiando o filme com sensibilidade, deixando de lado os clichés que rondam as obras de guerra, a diretora mantém o equilíbrio entre um filme convencional e um documentário, com suas tomadas livres e sem medo de pegar a reação dos transeuntes; o que dá a presença dos militares/atores maior credibilidade.
Apenas um pecado devo apontar, na virada do terceiro ato, encontramos nossos personagens (que até então se comportavam de maneira bem humana) em um momento de vingança bem ‘action movie’ padrão. Logo resolvido com a frase do personagem Eldrige na cena seguinte. Nada que destrua a narrativa do filme, ou coloque-o como um “blockbuster” sem motivação.
Com participações interessantes de David Morse, Evangeline Lilly, Guy Pierce e Ralph Fines, é um filme centrado, limpo e sem as firulas que se pode esperar em um filme que tem a guerra como pano de fundo.
Uma boa pedida aos que curtem o gênero, e aos que gostam de um filme com suspense também.

Nerds de natureza, filhos de Odin, com ascendente em Murphy.
Apaixonados por cinema sempre escrevemos sobre filmes e cultura. E após uma dezena de blogs falidos, fundamos a mega corporação NerdLife. Uma companhia com muitas ideias na cabeça e nenhum dinheiro no bolso.

One thought on “Resenha | The Hurt Locker (Guerra ao Terror)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *